Olá! Sunday, 25 de August de 2019.



Dicas CódigoFonte.net
Friday, 25 de August de 2006

Configuração do MySQL no cPanel

INTRODUÇÃO

Quando comecei a criar sistemas que utilizavam banco de dados MySQL, uma coisa que tornou-se bastante comum no meu cotidiano foi responder e-mails de usuários que me perguntavam a respeito do banco de dados utilizado. Fui percebendo, então, que muita gente ainda não sabe como fazer para configurar um script com MySQL, pois não são precisos na hora de informar aos sistemas (que geralmente, possuem um arquivo de configuração pedindo para que o usuário digite algumas informações) dados como nome de usuário e senha do banco de dados. Outro fato que constatei: Cerca de 90% destes usuários utilizavam o cPanel.
Foi a partir desta "chuva de dúvidas" que resolvi criar este tutorial. Inicialmente, criei apenas para clientes que me pediam sistemas sob medida. Agora, estou disponibilizando a todos que ainda se confundem com alguns pontos.
Espero que o que colocarei aqui esclareça os que ainda tem dúvidas, pois tentarei fazer de uma forma bastante explicativa, com o auxílio de imagens. Chega de introdução e "bla-bla-bla" sobre o motivo que me levou a fazer o artigo, vamos ao que interessa =P.

O QUE SERÁ ABORDADO NO ARTIGO

1. Entrando no mysql.
2. Criando um banco de dados.
3. Criando um usuário para acessar o banco de dados.
4. Atribuindo permissões para um usuário acessar o banco de dados.
5. Exemplo de como configurar um sistema.

NOTA: Utilizaremos, neste artigo, "pontophp" como usuário do cPanel. Nas configurações de um sistema, por exemplo, você deve substituir esta palavra pelo seu nome de usuário.

1. Entrando no mysql

1.1 Localize, em seu cPanel, um ícone igual ou semelhante ao que está abaixo (Figura 1):

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Figura 1: Ícone do MySQL no cPanel)

2. Criando um banco de dados

2.1 Já na página do MySQL, localize este formulário (Fig. 2):

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 2: Formulário para criar banco de dados)

Note que na Fig. 2 o campo com o nome do banco de dados já está preenchido com o valor "sistema", que será utilizado neste artigo. Mas que fique bem claro uma coisa: pode ser qualquer outro nome, isto fica à sua escolha.
Após preencher o nome, clique em "Adicionar Banco de Dados".

2.2 Se tudo ocorrer bem, uma tela como a da Fig. 3 aparecerá.

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 3: Banco de dados criado com sucesso)

E aqui terminamos a criação de um banco de dados. Agora, nesta mesma página da figura 3, clique em Voltar. Vamos ao próximo passo: Criando um usuário para acessar o banco de dados.

3. Criando um usuário para acessar o banco de dados

3.1 De volta à tela principal do MySQL, role a página até chegar na guia Usuários. Agora, preencha o formulário de acordo com os seus dados e clique em "Adicionar Usuário". Utilizaremos "usuario" e "senha" como Nome de Usuário e Senha, respectivamente (Fig. 4).

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 4: Adicionamos um usuário ao MySQL)

3.2 Se tudo ocorrer bem, uma tela como a da Fig. 5 aparecerá.

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 5: Usuário adicionado com sucesso)

E agora, mais um passo se foi, enquanto mais um está por vir. Próximo!

4. Atribuindo permissões para um usuário acessar o banco de dados.

Antes, uma pergunta: Você acabou de criar um banco de dados (sistema) e um usuário (usuario), mas você sabe quais são os nomes reais do que você criou?
Aí é que está o problema dos 90% citados na introdução:
"Eu criei o usuário e o banco, certinho, mas ele diz que não existe!"

Bem, lá em cima eu disse que usariamos "pontophp" como nome de usuário do cPanel. Até aqui, nós criamos um banco de dados, chamado "sistema" e um usuário chamado "usuario". Mas aí vai um toque: criamos, na verdade, o banco de dados pontophp_sistema e o usuário pontophp_usuario. Sim! Já percebeu, né? Não? Ok. Vou tentar explicar:
Os nomes de bancos de dados e de usuários, no MySQL associado ao cPanel, obedecem às estruturas UsuárioCpanel_NomeDoBancoDeDados e UsuárioCpanel_NomeDeUsuário, respectivamente (ATENÇÃO! A senha do usuário é a mesma que você criou, esta não sofre alterações). Se não clareou ainda, as imagens podem ajudar.
Apresentamos agora, mais um problema dos 90% dos usuários:
"Veja bem, eu criei tudo certinho, mas na hora que tento executar o programa o MySQL me retorna a mensagem: Permission denied. E agora?"

Bem, agora você vai seguir o passo 4.1 :)

4.1 Na guia Bancos de dados, role a página até encontrar algo igual ou semelhante a Fig. 6:

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 6: Formulário para adicionar permissões de um usuário a um banco de dados)

Selecione o usuário e o banco que você criou. Nas opções disponíveis em "Privilégios", é preferível deixar o ALL marcado (deixando o usuário com todas as permissões, como criar, selecionar e deletar tabelas, por exemplo). Mas fica à sua escolha. Feito isso, clique em "Adicionar usuário ao BD".

4.2 Se tudo ocorrer bem, uma tela como a da Fig. 7 aparecerá.

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 7: As permissões de usuário foram adicionadas ao banco de dados)

Pronto! Já fizemos a parte "grossa". Criamos um banco, um usuário e adicionamos tal usuário a tal banco com suas devidas permissões. Também já sabemos como ficaram os nomes do banco e do usuário que criamos. A parte que envolve o cPanel termina aqui. Agora, pra fechar este artigo, vou introduzir um exemplo de como configurar um script PHP. Aquele famoso arquivo de configuração que geralmente vem em um sistema, e foi citado na introdução do artigo. Lembra?

5. Exemplo de como como configurar um sistema.

Utilizarei no exemplo abaixo os dados que criamos aqui:
pontophp_usuario como usuário,
senha como senha de pontophp_usuario,
pontophp_sistema como nome do banco de dados.

5.1 Agora temos que configurar um sistema que utiliza MySQL! Abrimos um suposto config.php e nos deparamos com algo semelhante a Fig. 8:

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 8: suposto arquivo de configuração de um script)

E agora?
a. Correr
b. Gritar
c. Enviar um e-mail para o autor deste script perguntando como se configura
d. Ir até um fórum sobre PHP e pedir ajuda
e. Que nada! Isso é uma tremenda besteira. Vou configurar agora!

5.2 Se você escolheu a letra "e", fez como está mostrando a Fig. 9:

Clique para ver a imagem em seu tamanho real
(Fig. 9: suposto arquivo de configuração de um script, agora com os seus dados)

E assim deu certo...

Então, o artigo termina por aqui, pessoal. Espero não ter deixado dúvidas sobre esta configuração. Mas, se por acaso deixei, não tenho problema algum em responder aos comentários para tentar explicar melhor :)
Um grande abraço a todos!

Clenisson Calaça Cavalcante Gomes.
Site - http://www.pontophp.com.br
Blog - http://clenisson.pontophp.com.br
E-mail - [email protected]

Comentários do artigo [Novo comentário]

Marcos Cartaxo - 24 de August de 2008 - 01:14
Colega, cad?s figuras?
Aline França Alves - 27 de January de 2009 - 21:36
E o que eu faço com esse arquivo de configuração? Jogo no servidor, coloco esses comandos em todos os arquivos php que eu criar ou uq?
Obrigado desde já.
Petersson - 06 de February de 2009 - 22:39
Como eu faço essas conifgurações no dreamweaver?
Pois tipo, o meu site esta hospedado num servidor, e eu criei o banco de dados la, msa num consigo criar uma conexão entre o banco de dados e o dreamweaver, deve ter algum erro nas configurações do dreamweaver.
Me manda um e-mail para [email protected]

abraços Vlw
Diego Portela - 17 de June de 2009 - 10:51
muito bem explicado, foi uma ajuda e tanto, nota 10!
Para adicionar um comentário você deve efetuar o login


Gostou do CódigoFonte.net? Quer indicar a um amigo?
Preencha os campos a seguir.
Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de seu Amigo:


CodigoFonte.net » Meu Mural » Competiva - Criação de Sites » Todos os Direitos Reservados © 2002/2010